De frente para a realidade…

Sabe qual é a maior raiva dos Bolsonaro, dos bolsominions e demais neoliberais ultradireitistas e fascistóides?

É que a crise sanitária que estamos vivenciando colocou abaixo os ideais de política econômica deles e a defesa do “politicamente incorreto”.

De frente para a realidade, fica evidente que individualismo, meritocracia, selvageria em prol de lucro e “Estado mínimo” para os pobres e para a classe trabalhadora não salvam vidas… e nem a própria economia.

De frente para a realidade, constatam-se coisas que os “socialistas” e os “comunistas” vêm defendendo há tempos: a concentração de renda é nociva à sociedade.

É preciso minimamente investir pesadamente em serviços públicos e em políticas de distribuição de renda, em ciência, em pesquisa, em saúde… enfim, no bem-estar da população.

Aquela história de cada um correr atrás do seu e o resto que se dane mostra-se não apenas enganosa, mas que não serve para garantir a vida das pessoas.

De frente para a realidade, são os valores politicamente corretos que podem salvar vidas: solidariedade, cooperação, empatia, alteridade, espírito coletivo, respeito à diversidade… Tudo o que o bolsonarismo tem combatido até o momento.

Enfim, de frente para a realidade, fica evidente que o bolsonarismo e o neoliberalismo que apregoam simplesmente não servem.

*

A imagem em destaque neste post é da escultura Building Bridges (Construindo Pontes, em tradução livre), do escultor italiano Lorenzo Quinn, e representa a união de diferentes em prol de um bem comum. Saiba mais AQUI.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s