Contos, crônicas, poesias & afins

La-Marca

De repente estamos mortos…
O pão
que a gente come
A água
que a gente bebe
tem
o
doce
veneno
do
sistema



A revista
que a gente lê
O programa
que assistimos
A mulher nua
na tv
tem
o
doce
veneno
do
sistema


.


De repente vemos as crianças
elas estão sujas
tristes
sem o pão
sem a água
que a gente bebe
Elas são
o produto
do sistema

podre
porco
putrefato
de fato
que esse sistema se afogue em seu
próprio vômito


.


De repente, o cara está aí novamente
mal encarado
o cara dá
a cara
(a nossa cara!)
pro tapa
de outro cara
descarado



que esse cara
que vende a nossa casa
também se afogue em seu
próprio vômito
.

[M.S.]

 

Categorias:Contos, crônicas, poesias & afins

Marcado como: